Maze Runner – Correr ou Morrer

Livro: Maze Runner – Correr ou Morrer

Autor: James Dashner

Editora: V&R

 

Eai galera, tudo bem?

Hoje vou falar sobre o primeiro livro de uma coleção que vem me empolgando muito nos últimos dias. A coleção é Maze Runner e ela é composta por 4 livros: “Correr ou Morrer”, “Prova de fogo”,  “A cura mortal” e “Ordem de extermínio”. Estou na metade de “Prova de fogo” agora e a vontade de continuar lendo desesperadamente não diminui.

image

Fiquei sabendo desta série através do trailer que já está sendo exibido nos cinemas. O trailer me chamou tanta atenção que escrevi o nome da série nas notas do meu celular e, assim que saí do filme que estava vendo, corri para a livraria para descobrir mais sobre Maze Runner. Abaixo está o trailer, para quem se interessar:

 Vamos então ao livro. A história do primeiro livro se passa em um cenário totalmente novo para o personagem principal. Logo, os leitores começam a entender mais desse mundo de “Maze Runner” conforme o personagem vai se ambientando. O livro é repleto de mistérios e enigmas, e ele tem início com o protagonista – Thomas – acordando em um elevador escuro e em movimento sem se lembrar de nada do seu passado. O elevador se abre para uma clareira, onde diversos garotos vivem segundo uma sociedade estruturada por eles mesmos e que chegaram até aquela clareira da mesma forma que Thomas: através do elevador e sem lembrança nenhuma do passado. Uma vez por mês um novo garoto é encaminhado à clareira através do elevador e sempre na mesma situação.

O grande mistério do livro (o qual dá o nome da série) é o Labirinto (Maze em inglês). A clareira está localizada no centro de um labirinto e separada deste por 4 portões. Ao amanhecer, esses 4 portões são abertos e, ao anoitecer, fechados. Nenhum clareano (nome dado aos garotos que vivem na clareira) pode ficar trancado dentro do labirinto quando os portões se fecharem (a menos que não se importemcom uma morte trágica), pois criaturas habitam esse labirinto durante a noite.

imagem (3)

A situação na clareira muda e se torna mais confusa quando, logo em seguida à chegada de Thomas, uma garota é encaminhada à clareira. A partir daí, o caos reina no lugar.

Os enigmas presente no livro são inúmeros – Como funciona o labirinto? Quem os colocou naquela situação? Porque nenhum garoto se lembra de nada que ocorreu antes do labirinto? Há realmente uma saída? O que essa garota tem de diferente? – e eles vão prendendo o leitor ao longo de todo o livro. Além disso, quando você imagina estar entendendo alguma coisa, outra totalmente inexplicável acontece e causa um giro na cabeça do leitor.

 

A leitura do livro é bem simples e rápida, repleta de ação e cenas impressionantes. A narração é feita em primeira pessoa e nós – leitores – sabemos sempre o que se passa na cabeça de Thomas.

O fim do livro é muito bom, mas inúmeras questões continuam sem respostas. Provavelmente serão esclarecidas nos próximos livros.

A história não se parece com nenhuma outra que eu já tenha lido. Ela é muito original e muito bem escrita. Realmente espero que os próximos livros continuem a surpreender, assim como o primeiro. Posso dizer que Maze Runner – Correr ou Morrer passou a integrar a minha lista de livros preferidos (obviamente ainda atrás de Harry Potter, mas disputando lugar com Jogos Vorazes).

A única crítica que tenho a fazer ao livro é referente a uma parte que o autor acrescentou um ponto meio “sobrenatural” à história. Obviamente a história toda é muito doida e absurda, mas acho que este ponto a mais que o autor adicionou não fez muito sentido. Não entrarei mais em detalhes para não cometer spoilers, mas acredito que, quando vocês lerem o livro, entenderão o que quis dizer aqui.

Espero que leiam e que gostem. O filme será lançado dia 18 de setembro no Brasil!

Advertisements