RESENHA: A Guerra dos Tronos, de George R. R. Martin

Olá, pessoal!

Hoje vamos falar sobre um livro bem conhecido e bem polêmico entre as pessoas: A GUERRA DOS TRONOS, de George R. R. Martin. Para começar, o livro (edição em azul) tem quase seiscentas páginas e, em sua edição de bolso, mais de mil.

Comecei lendo a edição mostrada na foto abaixo, com a capa em azul. Achei a capa muito bonita e interessante para ser colecionada, porém, a partir do momento que segurei esse livro pela primeira vez para ler, eu soube que não daria boa coisa… MUITO pesado!  Então, baixei a edição no Kobo E-Reader e comecei a ler para valer!

2013-03-05 01.11.31

A Guerra dos Tronos se trata de uma ficção fantástica, que envolve uma era similar a Era Medieval. Se passa no mundo de Westeros (os mapas abaixo são os mapas que estão no livro e que ajudam HORRORES!), e retrata a existência de Sete Reinos, cada qual com seu líder, mas todos coordenados por um Rei.

Acontece que a história começa com a morte do Mão do Rei (como se fosse um conselheiro), Jon Arryn, cunhado de Lorde Stark, o qual é a personagem “central” da história. Assim, o rei Robert vai até Winterfell (no norte) pedir a Lorde Stark que seja, a partir de agora, seu Mão. Inicialmente, ele recusa. Mas temendo que o posto sobre para Jaime Lannister, e sendo que o rei já é casado com uma Lannister (Rainha Cersei), Eddard Stark aceita o cargo.

Como deu para perceber, a história se passa num jogo de poder entre algumas famílias nobres. A família Stark, de Winterfell, é  simbolizada por um lobo, devido a região em que habitam. Além disso, “stark” em alemão significa forte, austero, que é a característica mais ressaltada dos Stark: eles se orgulham de ser fortes e resistirem ao pesado inverno de Winterfell. Uma das características mais marcantes dessa família é o fato de que eles são extremamente preocupados com a honra, o que acaba prejudicando-os hora ou outra.

Assim, durante a estadia do Rei e da Rainha em Winterfell, o filho mais novo de Eddard Stark, Bran Stark, enquanto escalava pelo castelo – coisa que gostava de fazer – pega a Rainha Cersei e seu irmão Jaime Lannister em uma cena incestuosa. Para que não fossem descobertos, Jaime joga o menino pela janela, de forma que, quando Bran acorda, está paralisado da cintura para baixo e não se lembra do que aconteceu.

Eddard então, viaja para Porto Real com a família real e leva suas filhas Sansa (uma pequena dama, de fato) e Arya (uma menina mais moleca) consigo. E assim, começa a Guerra dos Tronos…

mapas-de-westeros

 

Sansa é, então, prometida ao filho de Cersei, o príncipe Joffrey (que vai te irritar muito durante muito tempo!) e Catelyn (a esposa de Eddard) consegue livrar Bran de uma tentativa de assassinato com uma adaga. Pega, então, essa adaga e, secretamente, viaja a Porto Real para mostrá-la ao marido e descobrir quem foi que mandou matar seu filho.

Quando lá chega, encontra um amigo de infância, Petyr Baelish, também chamado de Mindinho, e ele relata que essa adaga pertence ao outro irmão de Cersei, Tyrion Lannister, um anão que vai fazer com que você goste MUITO dele (principalmente, no segundo livro, mas isso já seria outra resenha… hahaha).

Entretanto, Catelyn Stark o encontra em uma estalagem: manda prendê-lo e levá-lo para a casa de sua irmã, Lisa Arryn, viúva do antigo Mão do Rei, que afirmou em uma carta para Catelyn que a culpa pela morte de seu marido cabe aos Lannister. Lisa, que ainda amamenta o filho pré-adolescente, manda matar Tyrion, contudo, o anão consegue se safar graças à ajuda de um mercenário chamado Bronn.

Enquanto isso, em Porto Real, Eddard Stark começa a querer descobrir a causa da morte de Jon Arryn, e acaba descobrindo mais do que esperava, e, de certa forma, assina sua sentença de morte.

No mesmo mundo, porém em terras selvagens, Daenerys e Viserys Targaryen, os verdadeiros herdeiros do trono de Westeros, fogem do governo que se impôs. Quando crianças, seu pai sofreu um golpe e foi traído, de forma que perderam seu direito ao trono. Viserys, então, casa sua irmã com um líder dothraki (que são guerreiros nômades) chamado Khal Drogo. Daenerys logo encontra seu amor nele e juntos produzem um filho, que seria o verdadeiro Rei, por isso, Daenerys teme por seu filho ainda em sua barriga…

Daí para a frente se desenrola uma trama bem estruturada e com pontos bem ligados sobre a luta da família Lannister (representada por um leão) pelo poder, da família Stark pela verdade e pela honra e da família Targaryen (representada por um dragão) por seus direitos. Quem será o vencedor?

2013-03-13 16.38.07

A escrita de George R. R. Martin diferencia das outras pela realidade que ele embute em cada personagem: todas são bem detalhadas e com falhas e pontos fortes muito bem definidos, o que acaba te envolvendo mais. Porém, não se apegue a personagem alguma, pois, de certa forma, as pessoas tendem a morrer nessa série. hahahahaha

Além disso, os capítulos são divididos pelos pontos de vista de cada personagem, isto é, cada capítulo narrará a história de uma determinada personagem, e pode ser que você só fique sabendo o que irá acontecer com seu personagem favorito depois de 100 páginas! Porém, isso não atrapalha a leitura de forma alguma. Nesse livro, achei que ele não enrola muito, vai direto ao ponto, mas todos os livros da série têm a tendência de ter mais acontecimentos nos últimos capítulos… Isto é, as partes mais importantes estão sempre no final!

Por isso, não desanime! Pode ser um livro grande, mas é um livro que vale a pena.
2013-03-18 15.19.24

 

 

E eu termino minha resenha com um vídeo onde falo mais sobre o livro para vocês! Espero que gostem!

Se tiverem interesse em comprar o livro, há várias opções:

– No Kobo, você encontra o livro em Português por aproximadamente 30 reais.

– A edição em azul pode ser encontrada em qualquer livraria ou em qualquer site de venda de livros, entre 20 e 50 reais.

– A edição de bolso só é encontrada em um box com os cinco primeiros livros, que custa entre 80 e 160 reais. (eu consegui comprar por 80 no Submarino, mas já faz um bom tempo!)

Espero que comprem e o leiam, pois gostei muito! Ele me envolveu completamente do começo ao fim, sempre me mantendo pensando na história e tudo o mais. Gosto quando acontece isso com um livro, porque você vive a história também!

That’s all, Folks!

Advertisements

One thought on “RESENHA: A Guerra dos Tronos, de George R. R. Martin

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s